Todd Phillips rebate acusações quanto a violência retratada em “Coringa”
03/10/2019 16:11 em Novidades

O diretor do longa ganhador do Leão de Ouro falou sobre as questões que envolvem o filme em uma sessão de perguntas e respostas após exibição do longa no festival de Nova Iorque.“Não é bom que tiremos a estética cartunesca da violência a qual nos tornamos tão imúnes?” diz o diretor de 39 anos que comanda Joaquim Phoenix, Robert DeNiro e Zazie Beetz no novo lançamento da DC Entreteniment e da Warner Bros. 

 

O filme sobre o vilão mais famoso do Batman estreia nesta quinta, 03, envolto em polêmicas quanto a influência que pode causar dentro da sociedade atual. Uma das principais críticas de quem já viu o filme é sua violência gráfica e tematicamente pesada. Além disso, preocupação quanto a tragédias reais foram levantadas pela família das vítimas do massacre de 2012, quando um homem vestido de Coringa abriu fogo em uma sessão de Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge, matando 12 pessoas. 

 

A exemplo de tal preocupação, autoridades Nova Iorquinas reforçaram o policiamento em cinemas da cidade, para evitar possíveis tragédias. Foi noticiado também que o FBI estaria investigando chats e fóruns em busca de pistas que pudessem indicar um possível massacre. O filme tem ressoado com pessoas de grupos reclusos e tematicamente violentos como os “Incels”, homens em celibato opcional que culpam a sociedade por esta condição pária na qual se encontram

 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!